sábado, 17 de dezembro de 2011

Review: Esmalte "Hefesto"



Este foi compra conjunta com o "Viúva Negra".

Eu estava doida para ter algum esmalte holográfico, então fiquei sabendo do "Hefesto", um top coat holográfico. E achei perfeito! Não foi barato, mas foi um dinheiro bem gasto.

Parece que é glitter super fininho, mas não deixa a superfície da unha áspera.

Minha mãe não achou nada de especial nele. Porém, acho tão bonito ver o arco-íris.

"Roxo Metálico" (Colorama) + "Hefesto" (Hits)

Marca: Hits (Speciallità).
Qualidade:
Durabilidade:
Preço:
Nota final:
★★★★★
★★★★☆
★★☆☆☆
★★★★☆

Prós: Resultado - prisma com qualquer esmalte, não fica áspero.
Contras: Clareia um pouco a cor do esmalte de baixo, mas não é nada ruim.

Testei com o um esmalte vermelho cremoso, ficou legal, mas não consegui tirar foto. Agora vou testar com tudo que é esmalte. XD

sábado, 10 de dezembro de 2011

Últimas Compras | Filme: "Amanhecer"

 Vamos lá. Este é 3 posts em 1.

Aqui estão minhas últimas aquisições nesses 2 meses.

Marca: Barbie
Loja: C&A
Preço: R$19,90

Sim, é da parte infantil. E cabe. Meu namorado gostou e comprou para mim. Vou usar com Fairy-kei. Só que preciso de alguma meia-calça ou legging grossa e colorida para usar por baixo.

Marca: Risqué
Loja: Gold Hair
Preço: R$3 (não lembro quanto foi)

Esmalte muito bonito, similar ao "Vampira", da Eyeko.

[Review]


Marca: Hits
Loja: Gold Hair
Preço: R$6 (não lembro quanto foi)

Eu tava louca por um esmalte holográfico de verdade, então comprei o "Hefesto". Até porque ele "transforma" qualquer esmalte em holográfico. Estou usando esta semana enfim. Depois faço um review.

Marca: Di Santinni
Loja: Di Santinni
Preço: R$69,25

Compra de Novembro. Tenho tara por botas. Apesar de não gostar das estilo cowboy, gostei dessa, acho que ela tem um ar rocker. Eu tava afim mesmo de um coturno, mas justamente quando fui comprar, não tinha mais. Mas não me arrependi dessa, nem mesmo do salto (tenho problemas com saltos, não aguento nem 5cm).

Bom, como minha avó faleceu, acabei ganhando algumas coisinhas dela, mas prefiro não mostrar, sabe? Não me sinto confortável.



Mudando agora para o segundo assunto do post...

Fui ao cinema com uma amiga que fazia aniversário para ver "Amanhecer". Nossa sessão era bem mais cedo e era legendada. Conseguimos pegar outra sessão, dublada, já 10 minutos atrasadas. Perdemos o comecinho, chegamos bem no casamento, a Bella entrando.

Como só li o primeiro livro, apesar de ter assistido aos filmes, fiquei meio perdida. Como sempre, os livros são melhores que os filmes (imagino que isso também acontece com "Crepúsculo", embora não seja lá essas coisas).

Bom, o que odiei foi a dublagem. Quando "Crepúsculo" passou na Globo, foi redublado. Não sei porquê. Eu havia odiado, e este filme foi com o mesmo elenco da redublagem. Agora a voz do Edward tá parecida com a do Jacob! ¬¬ O dublador do Edward era Wendel Bezerra, o do Jacob era Yuri Chesman, o do Carlisle era Alexandre Marconatto, agora, sei lá quem são, nem faço questão de saber, embora eu goste muito do Guilherme Briggs (dublou Carlisle neste filme).

Imagem de Foforks.
Imagem de Foforks.

Não sou fã de "Crepúsculo", mas sou a favor do 1° elenco de dublagem. Aliás, de qualquer filme.

Imagem de Gisele Online
Uma coisa que também não gostei foi da rápida gravidez da Bella. Acho que a Bella não ficou grávida nem 3 meses! Tinha que ser no tempo normal, já que ela é humana, e Edward foi ex-humano. Isso não conta? Ela tinha que ter sofrido mais um pouco, poxa.

Maaas o que gostei como a gravidez foi retratada. Fico me perguntando como é que eles fizeram o efeito anoréxico da Bella. Deve ter sido CG (e uma maquiagemzinha?), não acredito que a atriz tenha emagrecido mesmo.

Imagem de Crepúsculo
Amanhecer Trailer
Como sou sentimentaloide, o que gosto em "Crepúsculo" é o romance. Gosto de como o Edward trata a Bella, apesar do que as feministas ferrenhas falam. Gostaria que os homens fossem puro amor e educados assim. Porém, tem alguma coisa que faz não gostar da saga, que não sei dizer. Talvez por ser uma literatura voltada para adolescentes bobas. Sempre achei que a história era perfeita para um mangá shoujo.

O que me faz não gostar é a visão da Stephanie Meyer sobre os vampiros. Onde já se viu vampiros que não dormem, que andam de dia... Nem para dar uma explicação melhor como a dos filmes do Blade! Bem, não vou entrar em detalhes. Prefiro muito mais a visão da Anne Rice, inclusive a maneira de escrever.

Até gostei de como a Stephanie Meyer retratou os lobisomens. Achei que ficou bom como lobos mesmo. Só que, mais uma vez, ela distorceu as lendas. E não gostei da parada do imprinting.

Enfim. Até que fiquei com vontade de assistir a parte 2, para saber como é a "nova" Bella. Espero que o elenco de dublagem seja o anterior.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

"Could It Be Any Harder"


"Poderia ser mais difícil dizer adeus e viver sem você? Poderia ser mais difícil te ver partir, encarar a verdade? Se eu tivesse só mais um dia... Agarraria essa chance, nós beberíamos e dançaríamos. E escutaria cada palavra sua, como se fossem as últimas, mas sei que são. Porque hoje, oh, você se foi. [...] Como a areia em meus pés e o cheiro de um doce perfume, você ficará em mim para sempre. E eu queria que você não tivesse partido, eu queria que você não tivesse ido embora. Para te tocar novamente com vida em suas mãos. Isso não poderia ser mais difícil..." 
~ "Could It Be Any Harder", The Calling.
Desculpe pela demora para atualizar. Sinceramente, não sabia como começar. Tentei escrever várias vezes.

Minha avó morreu. E a vida aqui em casa virou um caos. Ainda estamos tentando nos organizar, estamos arrumando a casa, jogando um bocado de coisas fora. Isso é bom, faz a energia circular. Espero que o clima lá em casa melhore, porque tá péssimo. Aparece um problema atrás do outro.

Ela estava com pneumonia há algum tempo. Um pouco antes de morrer, ela foi novamente procurar atendimento, e o médico ficou assustado com o estado dela. Ela estava com derrame pleural, e ele passou um monte de exames. Os médicos começaram a desconfiar que era câncer, pois minha avó já tinha tido câncer de mama há uns 3 anos, mas não tinha sido grave (não precisou tirar o seio e nem fazer quimio).

Eu achava um absurdo eles pensarem em câncer. Mas depois que minha vizinha (melhor amiga da minha avó) conversou comigo, fiquei mais convencida. Ela já tinha experiência, perdeu o marido com câncer de pulmão. Contudo, não queria acreditar. Uns dias antes, comecei a achar que ela não conseguiria fazer todos os exames a tempo, que ela morreria antes dos resultados saírem, sem saber o que realmente tinha.

Apesar de não sabermos ao certo a causa mortis (meu avó não quis que fizessem autópsia nela e não temos nenhum exame que nos dê certeza), convencemo-nos de que ela estava com metástase. Ela estava com insuficiência respiratória por causa do líquido pleural, e isso sobrecarregou o coração, e, daí, ela faleceu.

Eu (quase) a vi morrer. Acordei com ela pedindo socorro, meu avó arrumando as coisas para levá-la ao hospital. Minha avó dizia que não conseguia respirar, que ia morrer, ela abria a boca tentando respirar, às vezes, arregava os olhos. Fiquei muito assustada com ela, e acho que nunca vou esquecer isso. Falei para ela tentar se acalmar. Foi a última coisa que eu disse para ela.

Fiquei pensado que, se meu avô a levasse de carro, ela poderia morrer no caminho e não haveria nada o que fazer por ela. Então falei para o meu avô chamar o SAMU, achei que era a melhor opção, já que eles tem toda uma aparelhagem. Mas eles demoraram tanto que ela morreu. Eu não estava presente no exato momento que ela morreu, meu avô tinha me mandado ficar esperando a ambulância no portão do condomínio, mas antes de sair de lá, ela tinha começado a dizer que ia desmaiar e se deitou. Ela ainda gemia quando saí.

Enquanto eu esperava, meu avô me ligou, ela não estava mais respirando. Quase 10 minutos depois, o SAMU chegou. E que raiva fiquei deles! Não só pela demora, mas também pelo descaso, pareciam que não estavam nem aí. Fico me sentindo culpada por ter falado para o meu avô ter os chamado.

Ela faleceu no dia 19 de novembro de 2011, às 3:15, dia da bandeira (como minha avó era patriota). Tinha 61 anos. Era vaidosa. Faltando umas 12 horas para sua morte, ela foi ao salão fazer o cabelo e as unhas.  Fez isso já pensando em se internar. As pessoas num hospital vão ficando feias. Estava feliz, parecia até que era uma despedida. Sinto-me culpada por não ter ficado em casa à noite para ajudá-la. Deus, como me culpo. Faltava só algumas horas para ela morrer.

Ela era a pessoa mais hipócrita que já conheci (e por causa dela, a hipocrisia é a coisa que mais odeio). Entretanto, ela foi como uma mãe, vivi praticamente a minha vida toda com ela cuidando de mim. Apesar desses últimos tempos a gente não estava se dando muito bem (e parecia piorar), eu gostava dela e não queria que ela morresse.

Meus avós na festa. Ela tinha ido ao
médico neste dia, e eles passaram vários
exames. Mas ela se foi antes de
sairem os resultados.
Porém ela morreria de qualquer jeito. Só não achei que seria tão repentino. O que ficamos refletindo sobre o que teria sido melhor - ela morrer como morreu, com marido, em casa, sem muito sofrimento, rapidamente, ou sozinha, no hospital, toda entubada, sofrendo com tratamento, lentamente. Meu avô mesmo disse que preferia a segunda opção, ainda sim, estaria viva. Mas sem poder chegar perto dela. Se os médicos não tivessem sido tão negligentes, talvez ela estivesse viva, numa cama de hospital. Fiquei com muita pena do meu avô quando ele disse que a pessoa que ele mais amava na vida morreu.

Eu nunca tinha perdido alguém.. A dor mais parecida que tive foi com a morte do Igor, na tragédia da escola (ao lado do meu condomínio). Eu o conhecia de vista, mas a dor foi tão grande, que só foi superada com a morte da minha avó.

Depois da conversa com a minha vizinha, fiquei pensado em fazer um post sobre como eu deveria agir diante da situação - a doença dela e as minhas desavenças com ela. Contudo, não importa mais.

Nos 3 primeiros dias sem ela, eu fiquei arrasada. Depois melhorei um pouco. Não chorei na missa de 7º dia. Mas hoje... estou sentindo tanto... Está tão triste.

(Obs.: Sempre gostei dessa música do The Calling, a letra é triste, mas bonita. Eu a tocava no violão antigamente.)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Halloween 2011


O Halloween é uma das minhas datas favoritas. Como ainda não fiz meu Guro, e não queria deixar a data passar em branco, me vesti de Lolita para ir a faculdade.

No ano passado, fui de [pseudo-]zumbi e distribui pirulitos, quase ninguém quis, teve gente falando até "tá amarrado" para mim. Mas dessa vez tive mais êxito. Acho que o pessoal de S.I. é mais tranquilo para essas coisas. O pessoal de Educação Física (sem cérebro) me zoou, nem ligo. E não ganharam pirulito.

E ninguém conhece Lolita lá. Acharam que eu tava fantasiada de bruxa. Falaram que eu parecia uma bonequinha. Até cantada recebi. Uma colega achou que eu tava "parecendo aqueles desenhos japoneses".


  • Corsage: Riachuelo.
  • Blusa: alguma marca coreana.
  • Bolero: offbrand.
  • Saia: handmade.
  • Meia: Riachuelo.
  • Sapato: Couromax.
  • Bolsa: offbrand.
  • Cordão: offbrand (eu customizei).
  • Anel de camafeu: Marisa.
  • Brinco, relógio e outros anéis: offbrand.
Fotos extras:

Irmãzinha quem tirou as fotos.
Pirulitchénho.
Maquiagem.

Como era Halloween, quis fazer uma maquiagem diferente, com roxo. Fiquei em dúvida se carregava um pouquinho ou não. Gostei bastante do resultado. As meninas da facul adoraram.

O pessoal tava achando que eu ia a alguma festa depois. Meu professor de Administração em S.I. falou: "A Stephanne não vai a evento, ela é o evento". Adorei! ahuahauahua XD

Agora, para o ano que vem, tenho que fazer o Guro. Talvez seja meu último Halloween na faculdade.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Review: Esmalte "Viúva Negra"


Um dia desses que meu avô não me levou na faculdade, passei numa loja de cosméticos lá perto, e comprei o "Viúva Negra", da coleção Color Effect, da Risqué. Já tinha o visto antes na loja, quando bati o olho, achei muito parecido com o "Vampira", da Eyeko, embora tenha o visto apenas em fotos. E eu era louca por ele.


O esmalte, em si, é um preto meio transparente, meio aguado, sei lá, com glitter vermelho super fininho. Esperava que não precisasse passar nenhum outro esmalte por baixo. Ele, por si só, não gostei muito. Para ficar bem escuro, tem que passar umas 3 camadas. Coloquei um preto por baixo. Ele deixa a superfície levemente áspera (normal de esmalte com glitter...). Mas não fiquei desapontada, apesar tudo isso.

Será que o "Vampira" é assim também? Parece que o "Viúva Negra" / "Vampira" também são parecidos com o "Lubu Heels", da China Glaze. Bom, se for, estou bem contente com o meu "Viúva Negra". ^^<3

Depois tentei testar se daria pra eu conseguir um resultado parecido com os esmaltes que tenho. Eis meus testes:


  • Polegar: Viúva Negra 1x.
  • Indicador: Viúva Negra 2x.
  • Médio: preto 1x + Viúva Negra 1x.
  • Anelar: preto 1x + glitter dourado 1x + Rebu 1x.
  • Mindinho: preto 1x + glitter prateado 1x + Rebu 1x.

O que mais gostei foi do anelar (tirando o médio). Não dá pra perceber muito a diferença para o mindinho, mas parece que o glitter fica mais vermelho. Nos dois, o glitter fica mais aparente que no original. Não testei com glitter vermelho porque não tenho. Deve ficar mais parecido, imagino.

Marca: Risqué.
Qualidade:
Durabilidade:
Preço:
Nota final:
★★★★★
★★★★☆ (ainda não estou certa)
★★★☆☆
★★★★☆

Qualquer dia desses, eu testo com um esmalte vermelho por baixo. Deve ficar legal.

É, agora quero o "Besouro". E todo o resto da coleção, se possível... XD

sábado, 15 de outubro de 2011

Presente de Dia das Crianças ♥


Depois de quase 7 anos de namoro, meu namorado me deu um presente de Dia das Crianças pela primeira vez.

Ganhei a Frankie, de Monster High, versão comum. Como não tinha muitas opções na loja, não fiquei tão indecisa pra escolher. Além dela, minhas favoritas são a Draculaura e a Ghoulia. Apesar disso, quero ter a coleção toda. Sou louca por essas bonecas.


Agora, já tem várias versões... Festa do pijama, passeio no shopping, e etc., mas prefiro a versão tradicional. Espero que vendam as roupinhas separadas.

Ainda nem tirei minha Frankie da caixa, fico com pena.

Bom, a blusa comprei na C&A em janeiro, ainda nem usei. Aproveitei pra tirar foto das duas coisas juntas.

Como meu namorado me deu um presente, também dei um pra ele. Eu ia dar a versão pelúcia da Frankie para ele, mas o pai dele é chato com essas coisas. >.< Então dei um Super Banco Imobiliário, aquele que tem máquina de cartão. Gostamos muito desse jogo. Assim como eu queria ter um Banco Imobiliário e ele ter uma boneca do Monster High, então unimos o útil ao agradável.

Que coisa mais feliz, não? :}<3

[edit date="23-10-2011"]
Olá. Para fazer não fazer um post desnecessário, resolvi atualizar esse. É um pseudo-review.
Enfim, abri a caixa da minha Frankie essa semana. É, me deu muita pena de abrir. Como diz na caixa, ela tem um suporte para deixá-la em pé. Bem legal. Observei que a cabeça dela é meio para frente e levantada, não tem muita mobilidade para cima / baixo. Deve ser uma característica dessas bonecas. Além disso, as articulações das pernas / quadril são "moles", não fixam numa posição. Mas as dos joelhos são bem duras, tanto que fiquei com medo de tentar dobrá-las e quebrar (já fiz isso com algumas bonecas quando pequena, e nem precisava forçar muito). E se não me engano, as dos braços também tem pouca mobilidade. Veio escrito que essas bonecas tem partes destacáveis, mas nem quis me arriscar.
Mas nada disso me deixou chateada. Adorei meu presente, que mantenho na caixa direitinho. Sei lá quando será a próxima vez que a minha Frankie vai sair da caixa.
[/edit]

sábado, 8 de outubro de 2011

domingo, 2 de outubro de 2011

Compras de Setembro

Coisas que comprei em setembro.

Marca: Pool.
Loja: Riachuelo.
Preço: R$49,90.

Essa calça custava R$75,90, mas alguém a etiquetou errado, então eles tiveram que me vender mais barato.

Acho que ela deixa "arrumadinha" para trabalhar. Mas a desvantagem é que ela é super skinny, é beeem apertada, fico com medo de me fazer varizes, principalmente porque tenho mania de sentar em cima das pernas...

Marca: Riachuelo(?).
Loja: Riachuelo.
Preço: R$15,90.

Meia 5/8 com desenho de tricô. Como a minha meia preta 5/8 tá ficando velhinha, comprei outra.



Preço: R$25

Sem marca, comprada no camelô mesmo. Tenho uma dessa azul, mas eu queria muito a preta (é meio rara). Enfim, achei. Ela é cheia de bolsos (adoro). Essas mochilas não aguentam muito peso. A minha azul tem um acabamento melhor.





Marca: Impala.
Loja: Americanas.
Preço: R$3,99.

Ótimo esmalte.

[Review]



Marca: My Little Pony.
Loja: Renner.
Preço: R$29,90.

Vi o post da Pix sobre essa blusa e fiquei louca. Eu sempre quis uma blusa de My Little Pony.

Na Renner, tinha também uma dos Ursinhos Carinhosos, eu surtei quando vi. Mas não tinha pro meu tamanho. T.T Minha meta agora é ter uma deles.

[Detalhe]


Marca: My Little Pony.
Loja: Renner.
Preço: R$29,90.

Além daquele modelo, havia esse. Achei essa muito perfeita pra Fairy Kei. Tinha um outro modelo, em amarelo, mas não era tão bonito.

[Detalhe]




Marca: Marisa.
Loja: Marisa.
Preço: R$39,99.

Esse mês vi essa calça e adorei. Amei a estampa floral. Mas, como tava já em liquidação, não achei para o meu tamanho, então comprei 38. Fica um pouquinho larguinha, mas não é problema. Só precisa de um ajustezinho. Talvez nem precise mesmo.

[Detalhe]


Eu era pra ter postado isso no dia 30, mas não tive tempo.

Bem, estarei sumida, pois tenho que estudar para as provas da faculdade.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Review: Esmalte "Na Mira"


Este fim de semana, quando fui comprar os remédios para meu olho seco, aproveitei e dei uma passada nas Americanas. Como tenho me viciado bastante em esmaltes, fiquei louca pelo "Na Mira" (parte da coleção da SPFW) da Impala, justamente porque nele tá escrito "3D", e estava louca para experimentar um 3D. Vou dar minha sincera opinião quanto a ele.

Tive que passar um esmalte de base, preto. Qualquer dia, vou experimentar com roxo ou rosa, deve ficar bem legal. Esse esmalte sozinho achei meio sem sal, talvez tendo que passar umas 3 camadas para ficar interessante.

Ele tem um leve cintilar púrpura, bem discreto, que quase não é percebido em fotos. Também tem um glitter fino que, na luz, forma um brilho de arco-íris, e que, na sombra, fica prateado.

Tem 3 dias que estou com ele, e ainda tá bom, apesar de eu quase não fazer nada que possa estragar. Me parece razoavelmente durável.

Fiquei um pouco desapontada. Quando penso em esmalte 3D, penso em holográfico (e vice-versa), logo me vem na cabeça os da China Glaze, e achava que qualquer esmalte escrito "3D" terá um efeito parecido com os dela. Esses sim são dignos de serem chamados assim. O efeito desse da Impala nem chega aos pés deles. É basicamente um cintilante com glitter. Porém não estou arrependida de ter comprado, ele é lindo (mas não é 3D... T.T) e gostei do efeito.


Marca: Impala.
Qualidade:
Durabilidade:
Preço:
Nota final:
★★★★★
★★★★☆
★★★☆☆
★★★★☆

Prós: Efeito bem bonito.
Contras: Ser chamado de 3D (não é holográfico), não fica legal sozinho.

[OFF] Este não é mais um daqueles blogs sobre esmalte, maquiagem, famosos e/ou últimas tendências, ok? :) [/OFF]

[edit date="29-09-2011"]
Nesta semana, testei o "Na Mira" com o "Roxo Metálico" da Colorama. Ficou lindo!!! <333
"Roxo Metálico" + "Na Mira"

[/edit]

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Sem lágrimas para chorar

Imagem do we♥it.

Já vai fazer um mês (11/09) que estou com os olhos doentes. É algo muito chato essa doença e principalmente não saber o que é, mesmo depois de ter ido ao médico.

Fui ao oftalmologista (17/08), e fui mal atendida. Começando que o médico reclamou por eu ter chegado pontualmente no horário, ele queria que eu tivesse chegado mais cedo. E, como os aparelhos já estavam desligados porque havia faltado luz, disse que não os ligaria só para me atender. Remarcaria minha consulta para outro dia, mas a assistente o convenceu a dar uma olhada em mim. Eu preferia que tivesse sido remarcada, para ter uma consulta mais decente. Falei que achava que era conjuntivite. Ele disse que não, que era olho seco, me receitou um colírio e falou para voltar em um mês caso não tivesse melhorado. Nem quis ouvir tudo que eu tinha a dizer sobre meu problema. Não me passou nenhum exame para constatar. E não me explicou nada sobre meu suposto problema. O que descobri sobre olho seco foi porque pesquisei na internet.

Olho seco é quando não há lágrimas suficientes para lubrificar os olhos, ou as lágrimas estão sem qualidade, sendo assim, a lubrificação é ineficiente. Não é considerada grave, mas se não for tratada, pode evoluir para doenças piores, que podem levar a perda da visão, pois onde não estiver bem lubrificado, acaba sendo lesionado.

É uma doença comum no inverno, quando o tempo fica bem seco. Não é contagiosa.

Li que não há cura. Pode ser falta de vitamina A e um médico receitava ômega 3. Então me pergunto se repor esses nutrientes não seria a cura. Pois tratar apenas os sintomas não é tratar a doença. Deduzo que, se for a má qualidade das lágrimas, esta possa ser a solução. Mas se for insuficiência de lágrimas, pode ser que não.

Tem se tornado mais comum devido ao uso excessivo de computador. Ficar muito tempo assistindo tevê também pode, mas nem se compara ao computador, pois a tela está bem mais perto, além de piscarmos menos, a luz (ou calor, não sei ao certo) do monitor pode fazer as lágrimas evaporarem.

Além dessas causas, há a poluição, vento, poeira, anticoncepcionais, antidepressivos, menopausa e etc. Parece que ataca mais as mulheres, que devem evitar maquiagem, porque pode irritar os olhos. Agora imagina como eu estou! Afinal, o que seria de uma lolita sem uma maquiagenzinha? :< Por causa disso, não tenho usado lolita. Quando tentei usar maquiagem, mesmo com o colírio, senti bastante incômodo.

Sinceramente, não acredito que seja olho seco, ou pode ser, mas há mais outro problema. Todos os dias acordo com os olhos lacrados de remela esverdeada. Em toda pequisa que fiz sobre olho seco, não achei nada sobre excesso de remela esquisita. Durante o dia, elas se formam, tenho que ficar limpando, são bem chatas, ficam passando na frente, embaçando a visão. Não tive nada parecido antes, aliás, além da minha miopia e fotofobia, nunca tive qualquer outro problema nos olhos.

E este tem sido meu drama. Eu preferia que fosse uma simples conjuntivite, pois já estaria curada. Agora, vou marcar outra consulta. E quero também ir a outro médico. Só vou me sentir melhor depois de descobrir o meu real problema.
[edit date="16-09-2011"]
Hoje fui ao oftalmo, desta vez fui melhor atendida. O médico fez uma espécie de exame em mim. Disse que não completo as piscadas, que meu olho seco é pela má qualidade da lágrima e que to com ceratite aguda, causada pelo olho seco. Agora, estou acreditando mais. Ele me passou um tratamento mais intensivo, com ômega 3 e remédios. O ruim é toda a grana que vou gastar, e esse tratamento não tem previsão de término... TT_____TT' Mas não quero ficar cega, né... De qualquer forma, vou procurar outro médico para ter uma segunda opinião.
[/edit]

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

"E então fez-se a luz"

Olá. Depois de meses sem bloggar, cá estou eu, e com um novo blog. Como podem ver, ele é para ser provisório, pois pretendo ressuscitar o Palavras em Moinho de Vento. Enquanto não faço isso, vou escrevendo aqui.

A verdadeira intenção é voltar a bloggar, por mais que não tenha mais tanto o que escrever, a questão é tentar largar a preguiça e postar nas poucas oportunidades que eu tenho, por mais que a minha vida não seja muito interessante, e que eu não tenha feito nada de interessante para compartilhar.

A princípio, este blog também ia se chamar Palavras em Moinho de Vento, mas como continuar se não há mais nada do outro? Por isso, decidi dar um nome diferente, já que não é mais a mesma coisa. Por mais que eu tenha mudado muito o propósito do Palavras, ainda mantinha os posts antigos, que continha seu real propósito.

Assim que der, vou colocar outro layout aqui, só espero que eu não demore tanto (o que sempre acaba acontecendo...).

Bom, aos poucos, vou me decidir referente a ressuscitar o Palavras, ou deixá-lo descansar em paz de vez, ou desistir de blogs. Vamos ver no que vai dar.