quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Review: Esmalte "Na Mira"


Este fim de semana, quando fui comprar os remédios para meu olho seco, aproveitei e dei uma passada nas Americanas. Como tenho me viciado bastante em esmaltes, fiquei louca pelo "Na Mira" (parte da coleção da SPFW) da Impala, justamente porque nele tá escrito "3D", e estava louca para experimentar um 3D. Vou dar minha sincera opinião quanto a ele.

Tive que passar um esmalte de base, preto. Qualquer dia, vou experimentar com roxo ou rosa, deve ficar bem legal. Esse esmalte sozinho achei meio sem sal, talvez tendo que passar umas 3 camadas para ficar interessante.

Ele tem um leve cintilar púrpura, bem discreto, que quase não é percebido em fotos. Também tem um glitter fino que, na luz, forma um brilho de arco-íris, e que, na sombra, fica prateado.

Tem 3 dias que estou com ele, e ainda tá bom, apesar de eu quase não fazer nada que possa estragar. Me parece razoavelmente durável.

Fiquei um pouco desapontada. Quando penso em esmalte 3D, penso em holográfico (e vice-versa), logo me vem na cabeça os da China Glaze, e achava que qualquer esmalte escrito "3D" terá um efeito parecido com os dela. Esses sim são dignos de serem chamados assim. O efeito desse da Impala nem chega aos pés deles. É basicamente um cintilante com glitter. Porém não estou arrependida de ter comprado, ele é lindo (mas não é 3D... T.T) e gostei do efeito.


Marca: Impala.
Qualidade:
Durabilidade:
Preço:
Nota final:
★★★★★
★★★★☆
★★★☆☆
★★★★☆

Prós: Efeito bem bonito.
Contras: Ser chamado de 3D (não é holográfico), não fica legal sozinho.

[OFF] Este não é mais um daqueles blogs sobre esmalte, maquiagem, famosos e/ou últimas tendências, ok? :) [/OFF]

[edit date="29-09-2011"]
Nesta semana, testei o "Na Mira" com o "Roxo Metálico" da Colorama. Ficou lindo!!! <333
"Roxo Metálico" + "Na Mira"

[/edit]

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Sem lágrimas para chorar

Imagem do we♥it.

Já vai fazer um mês (11/09) que estou com os olhos doentes. É algo muito chato essa doença e principalmente não saber o que é, mesmo depois de ter ido ao médico.

Fui ao oftalmologista (17/08), e fui mal atendida. Começando que o médico reclamou por eu ter chegado pontualmente no horário, ele queria que eu tivesse chegado mais cedo. E, como os aparelhos já estavam desligados porque havia faltado luz, disse que não os ligaria só para me atender. Remarcaria minha consulta para outro dia, mas a assistente o convenceu a dar uma olhada em mim. Eu preferia que tivesse sido remarcada, para ter uma consulta mais decente. Falei que achava que era conjuntivite. Ele disse que não, que era olho seco, me receitou um colírio e falou para voltar em um mês caso não tivesse melhorado. Nem quis ouvir tudo que eu tinha a dizer sobre meu problema. Não me passou nenhum exame para constatar. E não me explicou nada sobre meu suposto problema. O que descobri sobre olho seco foi porque pesquisei na internet.

Olho seco é quando não há lágrimas suficientes para lubrificar os olhos, ou as lágrimas estão sem qualidade, sendo assim, a lubrificação é ineficiente. Não é considerada grave, mas se não for tratada, pode evoluir para doenças piores, que podem levar a perda da visão, pois onde não estiver bem lubrificado, acaba sendo lesionado.

É uma doença comum no inverno, quando o tempo fica bem seco. Não é contagiosa.

Li que não há cura. Pode ser falta de vitamina A e um médico receitava ômega 3. Então me pergunto se repor esses nutrientes não seria a cura. Pois tratar apenas os sintomas não é tratar a doença. Deduzo que, se for a má qualidade das lágrimas, esta possa ser a solução. Mas se for insuficiência de lágrimas, pode ser que não.

Tem se tornado mais comum devido ao uso excessivo de computador. Ficar muito tempo assistindo tevê também pode, mas nem se compara ao computador, pois a tela está bem mais perto, além de piscarmos menos, a luz (ou calor, não sei ao certo) do monitor pode fazer as lágrimas evaporarem.

Além dessas causas, há a poluição, vento, poeira, anticoncepcionais, antidepressivos, menopausa e etc. Parece que ataca mais as mulheres, que devem evitar maquiagem, porque pode irritar os olhos. Agora imagina como eu estou! Afinal, o que seria de uma lolita sem uma maquiagenzinha? :< Por causa disso, não tenho usado lolita. Quando tentei usar maquiagem, mesmo com o colírio, senti bastante incômodo.

Sinceramente, não acredito que seja olho seco, ou pode ser, mas há mais outro problema. Todos os dias acordo com os olhos lacrados de remela esverdeada. Em toda pequisa que fiz sobre olho seco, não achei nada sobre excesso de remela esquisita. Durante o dia, elas se formam, tenho que ficar limpando, são bem chatas, ficam passando na frente, embaçando a visão. Não tive nada parecido antes, aliás, além da minha miopia e fotofobia, nunca tive qualquer outro problema nos olhos.

E este tem sido meu drama. Eu preferia que fosse uma simples conjuntivite, pois já estaria curada. Agora, vou marcar outra consulta. E quero também ir a outro médico. Só vou me sentir melhor depois de descobrir o meu real problema.
[edit date="16-09-2011"]
Hoje fui ao oftalmo, desta vez fui melhor atendida. O médico fez uma espécie de exame em mim. Disse que não completo as piscadas, que meu olho seco é pela má qualidade da lágrima e que to com ceratite aguda, causada pelo olho seco. Agora, estou acreditando mais. Ele me passou um tratamento mais intensivo, com ômega 3 e remédios. O ruim é toda a grana que vou gastar, e esse tratamento não tem previsão de término... TT_____TT' Mas não quero ficar cega, né... De qualquer forma, vou procurar outro médico para ter uma segunda opinião.
[/edit]

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

"E então fez-se a luz"

Olá. Depois de meses sem bloggar, cá estou eu, e com um novo blog. Como podem ver, ele é para ser provisório, pois pretendo ressuscitar o Palavras em Moinho de Vento. Enquanto não faço isso, vou escrevendo aqui.

A verdadeira intenção é voltar a bloggar, por mais que não tenha mais tanto o que escrever, a questão é tentar largar a preguiça e postar nas poucas oportunidades que eu tenho, por mais que a minha vida não seja muito interessante, e que eu não tenha feito nada de interessante para compartilhar.

A princípio, este blog também ia se chamar Palavras em Moinho de Vento, mas como continuar se não há mais nada do outro? Por isso, decidi dar um nome diferente, já que não é mais a mesma coisa. Por mais que eu tenha mudado muito o propósito do Palavras, ainda mantinha os posts antigos, que continha seu real propósito.

Assim que der, vou colocar outro layout aqui, só espero que eu não demore tanto (o que sempre acaba acontecendo...).

Bom, aos poucos, vou me decidir referente a ressuscitar o Palavras, ou deixá-lo descansar em paz de vez, ou desistir de blogs. Vamos ver no que vai dar.